Buscar
  • Comunicação BH-TEC

BH-TEC: 'locus de produção de conhecimento e tecnologia de ponta'


Crocco já planeja a segunda edição da Vitrine BH-TEC | Crédito: Virginia Muniz/BH-TEC

"Locus de produção de conhecimento e tecnologia de ponta". O BH-TEC é definido dessa forma pelo CEO do Parque, Marco Aurélio Crocco, que já vislumbra a realização da segunda edição edição da Vitrine, evento gratuito que recebeu cerca de 400 pessoas entre os dias 8 e 9.


"O evento cumpriu todo o seu objetivo, que era fazer essa essa interação entre a produção de tecnologia de ponta, a produção de conhecimento de ponta - que é feito dentro do Parque Tecnológico, que é feito dentro da própria universidade - com o setor produtivo", diz Crocco, antes de concluir:


"Colocando o BH-TEC de fato como locus de produção de conhecimento e tecnologia de ponta".





Maior evento da história do Parque, a Vitrine BH-TEC abriu as portas da inovação à sociedade com dois dias de mostra gratuita, nos quais mais de 20 empresas exibiram soluções e tecnologia de ponta: de agrotóxico que pode ser espirrado nos olhos a Realidade Virtual e games para fazer treinamentos, passando por um laboratório de vacinas e estradas feitas a partir de resíduos de mineração.


Além disso, o evento ofereceu 10 palestras sobre assuntos de áreas diversas, realizadas por referências nesses segmentos. Alguns dos temas foram "Centro Nacional de Vacinas: ambiente de pesquisa, ciência, tecnologia e inovação para sociedade"; "Futuro do Varejo no Metaverso"; "Estratégia de Inovação da Cemig"; e "Nanomateriais para o desenvolvimento sustentável".


“A Vitrine foi uma criação de referência na sociedade mineira. É muito mais do que uma mostra. Foi um espaço de interação e conversa para mostrar a competência que Minas Gerais e Belo Horizonte têm”, reforça Crocco.


Na boca do povo


"Estou adorando conhecer mais esse espaço de inovação!". A frase publicada pela estudante Carol Giarola ao compartilhar um post do BH-TEC resume o objetivo alcançado pela Vitrine - citado pelo CEO do Parque.


Durante os dois dias, a mostra recebeu referências, especialistas e estudiosos, mas também despertou talentos. "A gente descobriu novos horizontes, aqui é incrível, passa uma 'vibe' universitária!”, afirmou Pedro Klen, de 14 anos, ao lado de outros três colegas de sala, do Colégio Chromos. O grupo ficou deslumbrado com a Vitrine.


O evento, o BH-TEC e as empresas residentes também chamaram a atenção da mídia de todo o Brasil. O Jornal Hoje, telejornal da TV Globo, veiculou uma reportagem nesta semana, assim como os principais veículos de Minas, como G1, O Tempo, BHAZ, Diário do Comércio, BandNews FM e Hoje em Dia.

18 visualizações0 comentário