top of page
Buscar
  • Foto do escritorComunicação BH-TEC

EcoParque: Centenas de estudantes respiram ciência e sustentabilidade no BH-TEC


Alunos em primeiro plano vendo palestra no EcoParque
Estudantes receberam palestras sobre biodiversidade, fogo e sustentabilidade | Virgínia Muniz/BH-TEC

Cerca de 250 alunas e alunos se encantaram com o dia no BH-TEC, recheado de oficinas, trilhas e conteúdo. O EcoParque - Educação, Inovação e Sustentabilidade, realizado nessa quarta (18), foi o primeiro evento no Parque todo voltado para receber escolas das redes pública e privada.


O evento representa, ainda, o encerramento da Jornada Científica, projeto criado para levar, durante todo o ano, a ciência e seu pensamento metodológico para a vida cotidiana e também para a formação dos alunos do Ensino Médio.



A primeira edição da Jornada começou em março e foi encerrada agora, em outubro. Tanto a Jornada quanto o EcoParque são realizações do Centro de Inteligência em Sustentabilidade (CIS) do BH-TEC.

Estudantes acompanham palestra virtual no Hub do BH-TEC
Com o auditório lotado, Hub de Inovação recebeu exibição das palestras | Virgínia Muniz/BH-TEC

Futuro sustentável


A programação foi intensa! As atrações foram espelhadas: exatamente as mesmas para proporcionar experiências igualmente ricas para estudantes de turno diferente.


Trilhas pela mata do BH-TEC e por dentro da estrutura do Parque Tecnológico, oficinas diversas (experimentos científicos, papel reciclado e ilustração científica) e muita informação.

Camila Viana durante palestra no EcoParque
Camila Viana apresenta BH-TEC, CIS e conceitos de sustentabilidade | Virgínia Muniz/BH-TEC

"A gente trouxe um público que nunca havia recebido antes nesse volume, de uma só vez, de escolas. Deu para perceber que eles gostaram muito das atividades, o que é um incentivo para continuarmos nessa trilha de popularização da ciência", avalia a Head de Sustentabilidade do BH-TEC, Camila Viana.


Wallace Carrieri | Virgínia Muniz/BH-TEC
Wallace Carrieri durante palestra no EcoParque

A coordenadora foi uma das palestrantes: abordou o próprio BH-TEC, o papel de um parque tecnológico, o CIS e sustentabilidade. Também reforçou os temas o gestor de Projetos de Sustentabilidade do Parque, Wallace Carrieri.




Ao todo, foram realizados dois painéis no auditório do Parque - com exibição em outros dois ambientes: Hall e Hub de Inovação.


Jose Claudio Junqueira, professor Dom Helder Câmara, foi outro palestrante. O especialista falou sobre o ECOS Dom Helder, movimento socioambiental que trabalha em defesa do meio ambiente desde 2011, promovendo atividades culturais e socioeducativas junto às instituições de Belo Horizonte e região metropolitana.


"Estar com jovens de escolas públicas e privadas significa ampliar, com essa parceria, o nosso projeto de extensão. Sensibilizar os jovens para a questão da sustentabilidade nas escolas é investir no futuro para um mundo mais sustentável", afirma.

José Cláudio Junqueira durante palestra no EcoParque
Professor da Escola Dom Helder Câmara fala no EcoParque | BH-TEC/Divulgação

Fogo e biodiversidade


As alunas e os alunos ainda receberam uma explanação com o tema "Fogo e Biodiversidade na área do BH-TEC: EECO".

Vinicius Matos durante palestra no EcoParque
Até mesmo o incêndio que atingiu o BH-TEC foi tema de palestra | Virgínia Muniz/BH-TEC

"Trouxemos a importância da gente sempre buscar a prevenção dos incêndios florestais, focado principalmente nos danos que eles causam para a nossa saúde, danos financeiros e os danos à própria fauna e flora", resume Vinícius Matos, da gerência administrativa da Estação Ecológica e voluntário da Brigada 1.


Luana Margarida, do apoio técnico da Estação Ecológica, também falou para os presentes. Ela explicou a área contemplada pela estação, uma das maiores áreas verdes de BH, com mais de 500 espécies de plantas e 120 espécies de aves.

Estudantes acompanham palestra no EcoParque
Auditório do BH-TEC e outros dois ambientes ficaram lotados | Virgínia Muniz/BH-TEC

"A partir do momento em que os estudantes conhecem um pouco mais da realidade das espécies que vivem em Belo Horizonte, eles vão ter uma maior propriedade para estar nessa conservação, lutar pelo meio ambiente", ressalta Luana.


"Eles são a geração futura, e a educação é sempre uma sementinha que a gente vai plantando até chegar no produto final, que é a conservação", conclui.

Estudantes acompanham exibição de minidoc no Hub de Inovação
Minidoc com alunos participantes da Jornada Científica foi exibido | Virgínia Muniz/BH-TEC

41 visualizações0 comentário

Commentaires


bottom of page