top of page
Buscar
  • Foto do escritorVirgínia Muniz

#ConexõesBH-TEC: Conheça a história da LogPyx

Atualizado: 24 de nov. de 2023


Funcionária LogPyx
Internet das coisas para a intralogística | LogPyx/Divulgação

Você certamente tem ideia do quão importante é o papel da logística dentro de empresas, organizações, indústrias e diversos outros segmentos. Se já é importante para o nosso dia a dia, imagine para grandes organizações... Mas você já ouviu falar em intralogística?


Se pararmos para analisar a palavra, até dá para ter uma noção: é a logística interna - ou seja, a gestão dos fluxos logísticos, seja de pessoas, veículos ou ativos.


Há 9 anos, quando o conceito ainda era aperfeiçoado, falhas apontadas por uma pesquisa de mercado motivaram a criação da solução: a LogPyx, que revolucionou o mercado ao desenvolver tecnologias que levam, na prática, a Internet das Coisas à área de intralogística.


Confira abaixo a reportagem especial sobre a empresa e aqui para ler sobre as outras participantes.


Conhecendo as dores do mercado


Em 2014, dois estudiosos resolveram se aprofundar na área de logística - incluindo a análise de mercado. Eram eles Eros Viggiano, cientista da computação e mestre em administração pela UFMG, e Adalci Righi, mestre em educação tecnológica.


“O meu mestrado me despertou o interesse pela logística. Em 2014, resolvi sair da sociedade que eu tinha na época, uma empresa de consultoria em TI, e começar a explorar o mercado, entender quais eram as principais dores da logística”, conta Viggiano, que, pouco depois, se tornaria o CEO da LogPyx.


“Eu sabia de algumas hipóteses, sabia de alguns sistemas que estavam ligados à área de logística e a gente viu que tinha um déficit, principalmente, na parte da intralogística. Percebemos que havia muitas pessoas trabalhando na questão de logística externa, mas poucos pensando e trabalhando na logística interna”, relembra Eros.


Identificado o problema, próxima etapa: dar vida às soluções!


Família Revolog

Revolog Pátio, tecnologia da LogPyx
Uma tecnologia para otimização da logística em pátios | LogPyx/Divulgação

O carro-chefe dos desenvolvimentos surgiu logo na criação da startup: o Revolog Pátio. E o que é? Um sistema que oferece a gerência e controle para a otimização do tempo de permanência e fluxo de veículos no pátio logístico.


“A nossa primeira ideia foi o Revolog Pátio. É o nosso produto mais antigo: lançamos em 2015. O grande objetivo desse sistema é reduzir o tempo de permanência dos veículos no pátio logístico. A ideia é que o veículo chegue na porta da usina, ou em um centro de distribuição, e tenha um tempo minimizado”, explica Eros.


“A partir daí, a gente começou a conquistar alguns clientes importantes na área de tecnologia e automobilística e crescemos na área da química e petroquímica”, conta o co-fundador.


Após conquistar clientes de envergadura internacional - como Shell, Petronas, Iconic, Ipiranga e Petrobras -, a LogPyx decidiu diversificar e investiu em novas tecnologias para a logística interna.


Nasceu, então, a “Família Revolog”!


Revolog Armazém

Revolog Armazém
Otimização de depósitos que utilizam empilhadeiras | LogPyx/Divulgação

Você já parou pra pensar na complexidade da operação de um armazém de estocagem organizado por empilhadeiras?


“Geralmente, o operador da empilhadeira utiliza alguns scanners para ler os códigos de barra dos produtos e, então, movimentar os produtos. Acontece que essa movimentação continua sujeita a ele guardar no lugar errado", contextualiza Eros.


A LogPyx, então, recorreu novamente à tecnologia para desenvolver mais uma solução.


"A leitura dos produtos é feita automaticamente pela empilhadeira e não pelo operador da empilhadeira. E o nosso sistema cuida de registrar com precisão qual o lugar onde ele guardou o produto”, explica o CEO da empresa.


“Hoje, cerca de 30% do gasto de tempo de um operador da empilhadeira é buscando produtos. Se ele soubesse exatamente onde estão 100% dos produtos, não teria esse tempo elevado. Então, o grande objetivo do Revolog Armazém é esse”, complementa Eros Viggiano.


Aura

Um sistema completo voltado para segurança de pedestres e colaboradores | LogPyx/Divulgação


Vamos recapitular: a LogPyx desenvolveu soluções para otimizar o tempo de veículos dentro do pátio e, também, a operação de empilhadeiras na estocagem da indústria.


O que mais poderia contemplar na área de intralogística? Uma solução voltada para a segurança do trabalhador.


“O Aura previne, via um alerta, a aproximação de pedestres e/ou trabalhadores a empilhadeiras, guindastes e outros veículos que sujeitam o pedestre a um acidente. Quando as pessoas se aproximam do maquinário, isso gera um alerta, tanto na pulseira do operador da máquina, quanto na própria máquina: um aviso sonoro e luminoso”, explica Eros Viggiano.


Pioneirismo no Conexões


Com soluções ainda inexistentes no mercado brasileiro em 2015, a LogPyx, hoje, após 9 anos de desenvolvimento e inovações, busca conexões com parceiros estratégicos - além de fortalecer laços com o ecossistema de inovação mineiro.


A empresa enxergou no Conexões BH-TEC a possibilidade de alcançar esses objetivos.


“Foi muito bom a gente ter se inserido no mercado, no diálogo de inovação local. Isso faz muita falta. Percebemos que a gente dialogava muito com São Paulo - e, para a gente, tem sido muito interessante porque estamos conversando com empresas daqui, de Belo Horizonte e Minas", afirma o co-fundador da LogPyx, Eros Viggiano.


"A gente busca agora acelerar a escala. Então, parceiros estratégicos, grandes integradores em algumas funções, são muito importantes”, finaliza.


40 visualizações1 comentário

1 Comment


luciofb00
Nov 28, 2023

Fantástico. Usando a tecnologia de ponta para reduzir custos e aumentar a segurança. Parabéns.

Like
bottom of page