Buscar
  • Comunicação BH-TEC

Veja como os estudos produzidos pelos CTs da UFMG contribuem para a sociedade


Prédio do CT Nano, no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC) | Crédito: CT Nano/Divulgação

Que tal conhecer pesquisas e estudos na UFMG que em breve podem chegar a você, através de produtos e serviços? Esse é o objetivo da edição especial dos workshops pesquisa@UFMG, que começa hoje (24) e se estende por mais duas semanas, sempre às quintas-feiras.


Para acompanhar as apresentações, é simples: basta se inscrever no site Gestão de Eventos, da UFMG, clicando AQUI. O evento será transmitido pelo canal da Pró-reitoria de Pesquisa, no YouTube.


“É importante que a sociedade saiba que existem iniciativas na UFMG que buscam levar os resultados inovadores das pesquisas às pessoas. O objetivo é que, mais rapidamente, as pesquisas sejam transformadas em produtos e serviços", afirma o pró-reitor de Pesquisa da UFMG, professor Mário Campos.


PROGRAMAÇÃO


O primeiro encontro ocorre hoje, às 17h, quando será abordado o que é feito no CT (Centros Institucionais de Tecnologia e Inovação) Nanobiomateriais, com apresentação do professor Ruben Sinisterra, do Departamento de Química do Instituto de Ciências Exatas (ICEx), e o CT Vacinas, com o professor Ricardo Gazzinelli, do Departamento de Bioquímica e Imunologia do Instituto de Ciências Biológicas (ICB).




Na quinta-feira seguinte, 3 de março, a partir das 17h, as apresentações serão sobre o CT Medicina Molecular, com o professor Marco Romano-Silva, do Departamento de Saúde Mental da Faculdade de Medicina, e o CT Terapias Avançadas e Inovadoras, com o professor Mauro Teixeira, do Departamento de Bioquímica e Imunologia do ICB.


Por fim, na quinta-feira 10 de março, também a partir das 17h, será a vez do CT Nano, com a professora Glaura Goulart, do Departamento de Química, e do CT IA-Saúde, com o professor Wagner Meira, do Departamento de Ciência da Computação, ambos do ICEx.


PRA QUE SERVEM OS CT'S


Os Centros Institucionais de Tecnologia e Inovação (CTs) atuam para promover inovação e agregar capital intelectual e infraestrutura em áreas tecnológicas da UFMG. Eles têm como missão realizar atividades de pesquisa, desenvolvimento e extensão, aliando tecnologia e inovação e promovendo a transferência dos resultados das pesquisas para a sociedade, em consonância com a Política de Inovação Nacional. Conheça os seis CTs em funcionamento na UFMG.

CT Nanobiomateriais


Este CT desenvolve tecnologias com base nos sistemas de liberação controlada de fármacos e materiais inteligentes, por meio da formação de uma rede de dois grupos de pesquisa do Departamento de Química. O CT trabalha para criar tecnologias de alto valor agregado que possam ser transferidas para empresas e atua para a melhoria da interação da Universidade com o setor produtivo privado e para a formação de recursos humanos de alto nível.


CT Vacinas

O CT Vacinas é um centro de pesquisas em biotecnologia, resultado de parceria estabelecida entre a UFMG, o Instituto René Rachou da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz-Minas) e o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC). O Centro, que desenvolve novas tecnologias ligadas à produção de kits de diagnóstico e vacinas contra doenças humanas e veterinárias, reúne pesquisadores da UFMG e da Fiocruz-Minas.


CT Medicina Molecular

Inaugurado em 2011 para consolidar em Minas Gerais um polo de desenvolvimento da tecnologia de PET/CT, o CT Medicina Molecular atua em colaboração com o Centro de Desenvolvimento da Tecnologia Nuclear (CDTN). Considerado um centro de excelência em pesquisa na área de imagem molecular, este CT realiza pesquisas e exames em campos diversos como a oncologia, a cardiologia, a psiquiatria e a neurologia.


CT Terapia


s Avançadas e Inovadoras

Segundo o Ministério da Saúde, entende-se por terapias avançadas os produtos biológicos obtidos de células e tecidos humanos que foram submetidos a um processo de fabricação e os produtos de terapia gênica. Assim, este CT busca gerar novas terapias baseadas em mecanismos de ação inovadores, novas plataformas químicas ou nanoestruturas. A intenção é criar soluções para doenças antigas e novas.


CT Nano

Localizado no Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BHTec), o CT Nano desenvolve pesquisas aplicadas com nanomateriais, cerâmicos nanoestruturados, nanocompósitos poliméricos, materiais metálicos e também nas áreas de caracterização e metrologia e saúde, meio ambiente e segurança.


CT IA-Saúde

O CT IA-Saúde pesquisa e desenvolve técnicas e soluções de inteligência artificial. Ele auxilia os indivíduos e pacientes no autocuidado, os médicos e profissionais de saúde no diagnóstico e tratamento das doenças e os gestores de saúde na programação de ações de prevenção e organização da assistência à saúde. A atuação na área de saúde do Centro está estruturada em cinco eixos fundamentais: prevenção e qualidade de vida; diagnóstico, prognóstico e rastreamento; medicina terapêutica e personalizada; sistemas de saúde e gestão; epidemias e desastres.


União de CTs

Em dezembro de 2021, quatro CTs uniram-se para criar a Unidade Embrapii-UFMG Inovação em Fármacos e Vacinas. O acordo foi assinado há um mês. Os estudos terão foco em novas moléculas e seus mecanismos de ação, veiculação de fármacos, ácidos nucleicos e vacinas, ensaios pré-clínicos e clínicos iniciais em condições de boas práticas de laboratório e pesquisa clínica.


As unidades que participam da nova estrutura são o CT Vacinas, o CT Medicina Molecular, o CT Terapias Avançadas e Inovadoras e o CT Nanobiomateriais.


A Embrapii-UFMG é abordada em matéria publicada no Portal da UFMG.

74 visualizações0 comentário