Buscar
  • Comunicação BH-TEC

#VitrineBHTEC: Público poderá conhecer laboratório do futuro Centro Nacional de Vacinas de pertinho

Atualizado: 8 de jun.


CTVacinas, que está se transformando em Centro Nacional de Vacinas, vai montar uma espécie de laboratório para o público | Douglas Magno/CTVacinas

Por Virgínia Muniz


Ficou interessado em conhecer processos e equipamentos de um laboratório de vacinas? Então só venha: quarta e quinta, a Vitrine BH-TEC terá uma espécie de cópia do laboratório do CTVacinas aberta ao público! O objetivo é mostrar de pertinho à sociedade processos e equipamentos da unidade que está sendo transformada em Centro Nacional de Vacinas.


“Vamos expor parte dos testes de diagnóstico que a gente já criou e licenciou para outras empresas, como os testes para COVID. Além de mostrar o equipamento que faz o diagnóstico molecular de COVID e de outras de doenças, que é o PCR em tempo real", explica Flávio da Fonseca, referência nacional no assunto e um dos gestores do CTVacinas.


"Vamos tentar montar um laboratório, mimetizando o que aconteceria em um laboratório real”, resume.


Imperdível, né?!


Além da demonstração em tempo real, estará em exposição a SpiN-Tec, vacina contra COVID-19 desenvolvida na UFMG e que está perto de iniciar a fase de testes clínicos em humanos.


Ficou interessado?


CTVacinas em ação: você poderá ter o gostinho de estar dentro de um laboratório | Crédito: Douglas Magno/CTVacinas

Olha que bacana a missão do CTVacinas! A maioria dos produtos biotecnológicos utilizados no Brasil é proveniente de importação. Além da tradução científica, o CTvacinas trabalha com o propósito de que o país possa desenvolver seus próprios materiais.


“O que o CTVacinas tem a oferecer é uma capacidade de geração de produto biotecnológico. Hoje, o Brasil importa a maior parte dos produtos, sejam kits de diagnóstico ou mesmo as vacinas. E o que o centro de pesquisa faz é tentar desenvolver produtos genuinamente nacionais para atender uma demanda interna e diminuir a dependência do nosso mercado da importação”, afirma Flávio da Fonseca.





O CTVacinas, centro de pesquisa em biotecnologia, é fruto da parceria entre a Universidade Federal de Minas Gerais (UFMG), o Instituto René Rachou, da Fundação Oswaldo Cruz (Fiocruz- Minas), e o Parque Tecnológico de Belo Horizonte (BH-TEC). Trabalham com o desenvolvimento de vacinas e testes diagnósticos, com demandas públicas e privadas.


“O nosso objetivo é fazer essa tradução do conhecimento científico que é feito nas universidades ou empresas privadas, transformando isso em produtos que podem ser retornados à sociedade em algum momento, seja por produção de um parceiro público ou privado", conclui Fonseca.


Vitrine BH-TEC


O laboratório feito para receber o público é apenas uma atração da Vitrine BH-TEC, evento que será realizado entre quarta e quinta, das 10h às 17h.


Confira a programação:



13 visualizações0 comentário