top of page
Buscar
  • Foto do escritorComunicação BH-TEC

Congresso reúne mais de 300 pessoas: 'Consolida o BH-TEC como espaço de inovação e sustentabilidade'


Pessoas caminham pelo Hall do BH-TEC durante o Congresso + Vitrine
BH-TEC realiza o maior evento de sua história | Amanda Dias/BH-TEC

"Consolida o BH-TEC não só como espaço de inovação, mas como espaço de inovação, sustentabilidade e inovação". É com essa frase que o CEO do Parque Tecnológico de Belo Horizonte, Marco Crocco, resume os dois dias do I Congresso de Inovação e Sustentabilidade, o CIS 2023, realizado simultaneamente com a Vitrine BH-TEC.


Entre ontem e hoje (25), o Parque reuniu mais de 300 pessoas dos mais diversos perfis: autoridades, pesquisadores, cientistas, professores, estudantes, empresários, executivos, empreendedores, entre outros.


"Congresso dá um passo à frente no papel que o BH-TEC tem no ecossistema de inovação. Todos estiveram aqui durante dois dias debatendo, apresentando soluções, fazendo negócios, discutindo alternativas, divulgando tecnologias, que é o papel que um parque tecnológico tem a fazer dentro da sociedade", afirma Crocco.


Autoridades exaltam BH-TEC


Na solenidade de abertura, na manhã de quinta-feira (24), autoridades federais e estaduais compuseram uma mesa. Estiveram presentes a reitora da UFMG, Sandra Goulart; o presidente da Finep, Celso Pansera; o presidente da Fapemig, Paulo Beirão, a presidente da Comissão de Educação, Ciência e Tecnologia da ALMG, Beatriz Cerqueira; o vice-reitor da UFMG, Alessandro Moreira; além de Crocco.


"É um evento muito importante, tanto para a UFMG, que faz parte do BH-TEC, quanto para a ciência mineira e brasileira. É, de fato, a gente trabalhar para a reconstrução da ciência, tecnologia, com o apoio dos parques tecnológicos, que têm esse papel tão importante de criar sinergia entre vários atores"", afirmou a reitora.


Confira a cobertura completa aqui.


Palestras inspiram no 1° dia


Além de rodadas de negócio e exposição de artistas que promovem a sustentabilidade, o primeiro dia teve duas grandes palestras. A primeira, ainda de manhã, foi protagonizada por Andreia Marques, referência em ESG no país (veja detalhes aqui).


Durante a tarde, líderes da BluestOne, Embrapa, Grupo Heineken e VLI contaram casos de sucesso - e desafios - no campo da inovação e sustentabilidade (confira detalhes aqui).

Debates mobilizam 2° dia


Na parte da manhã de sexta-feira (25), Alvaro Almeida, diretor da GlobeScan na América Latina, deu a palestra online "ESG como estratégia de negócios". Logo em seguida, Inês Francke, da Natura; Ana Lúcia, do Instituto Ethos; e Viviane Torinelli, da Brasfi; abriram as mesas com o tema "Olhares e perspectivas ESG: empresas, mercado e consumidores".

Participantes durante mesa sobre ESG no CIS 2023
Mesa 'Olhares e perspectivas ESG' | Amanda Dias/BH-TEC

Por fim, à tarde, foi a vez da mesa "Bioeconomia e inovação", com Felipe Lucci, da Mãe Terra; Cynthia Damasceno, da Embrapa; Raoni Rajão, da UFMG; e mediação de Marco Crocco. O auditório ainda recebeu o painel "Vitrine Sustentabilidade": um momento para empreendedores do BH-TEC compartilharem as soluções.

Participantes durante mesa sobre Bioeconomia no CIS 2023
Mesa sobre Bioeconomia | Amanda Dias/BH-TEC

No Hub do BH-TEC, ainda foi realizado um workshop para startups pré-selecionadas.

79 visualizações0 comentário
bottom of page